quarta-feira, 15 de abril de 2020

CLOROQUINA TAMBÉM SERÁ USADA EM PACIENTES GRAVES NOS CASOS DE CORONAVÍRUS

As pesquisas chinesas sobre a cloroquina - GGN


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que o uso de cloroquina será adotado também em pacientes de estado grave com infecção por coronavírus. Até então, o medicamento vinha sendo administrado somente em pacientes com situação crítica. Já há alguns dias a aplicação da cloroquina tem sido monitorada em hospitais brasileiros, sob supervisão do Ministério da Saúde.

O ministro afirma que os resultados de estudos científicos mais recentes sobre a eficácia do remédio no caso da Covid-19 ainda são frágeis, como o publicado pelo New England, principal periódico de medicina do mundo. Contudo, ele tem feito teleconferência com médicos experientes antes de tomar decisões.  

Ainda segundo o ministro, mesmo com poucas evidências de que o medicamento tenha eficácia em pacientes graves, foi decidido, junto aos especialistas, que a cloroquina pode ser uma opção para evitar que mais pessoas infectadas precisem ir para o Centro de Tratamento Intensivo.